Páginas

domingo, 31 de janeiro de 2010

O Falso Evangelho X O Evangelho Bíblico

"... formamos uma geração endurecida ao evangelho ao apresentar-lhes primeiro 'como' se salvar sem explicar 'porque' se salvar." (Paris Reidhead)

No evangelismo pessoal, eu posso entender o que a citação acima significa. O chamado "evangelho moderno" tem tomado conta da vida de cada pessoa, não só dentro das igrejas, mas também entre os ímpios.

O evangelho moderno ensina que o Senhor Jesus Cristo é um solucionador de problemas: se você quer um carro, aceite a Cristo, que ele pode te dar um; se você quer um emprego que ganhe muito mais, ele também pode te dar, se você quer ser curado aceite a Jesus.

Em resumo o evangelho moderno é o das necessidades sentidas; "tudo o que você quer Jesus pode te dar! É só você o aceita."

Com um evangelho desses, quem não quer Jesus?

Então as pessoas aceitam e vêem que há o padrão de Deus para Seus servos, e eles "quebram a cara" porque parece que alguém os enganou; e se deviam da fé [creio na perseverança de todos os santos]. Com isso, eles criam uma barreira a qualquer um que professe tal crença. Se tornam endurecidos ao verdadeiro evangelho.

O VERDADEIRO EVANGELHO declara que todos pecamos e fomos destituídos da glória de Deus (Romanos 3:23),que em pecado nos concebeu nossa mãe (Salmo 51:5), e que, por isso, a ira de Deus repousava sobre nós, não havia saída para nós, mas o próprio Deus enviou seu Filho Unigênito como homem, mas sem pecado (Hebreus 4:15), Cristo Jesus que morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras, que foi sepultado, e que ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras (1 Coríntios 15:3-4), e se tão somente nos arrependemos e cremos nele não pereceremos, mas ganharemos a vida eterna (João 3:16) e seremos livres da ira de Deus (1 Tessalonicenses 1:10).

Temos que parar com a mentira do evangelho moderno e voltar a pregar o evangelho bíblico!!!

"Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema."
- Gálatas 1:8 -


sábado, 23 de janeiro de 2010

Jesus é Deus - parte 2

Jesus é Eterno

A Bíblia Sagrada nos ensina que Deus Pai é eterno, Ele nunca nasceu, sempre existiu . Por isso, de eternidade a eternidade Ele é Deus (Salmo 9:2). Jesus Cristo o Filho do Pai é eterno como o Pai, e assim como Deus sempre existiu, Jesus sempre existiu com o Pai. Em outras palavras, Jesus nunca nasceu, ele é eternamente gerado do Pai, isto 'e, sempre existiu juntamente com o Pai.

Êxodo 3:14 – “E disse Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: EU SOU me enviou a vós.”

Salmo 92:2 – “O teu trono está firme desde então; tu és desde a eternidade.”

Isaías 63:16 – “Tu, ó SENHOR, és nosso Pai; nosso Redentor desde a antiguidade é o teu nome.”

Miquéias 5:2 – “E tu, Belém Eufrata, posto que pequena entre milhares de Judá, de ti me sairá o que será Senhor em Israel, e cujas origens são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade.”

João 5:58 – “Disse-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que, antes que Abraão existisse, eu sou.”

João 10:28 – “E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará das minhas mãos.”

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Jesus é Deus - parte 1

O blog Phelip Eih! traz uma série ( na verdade não é uma série) com versículos sobre a Divindade de Jesus o Nosso Senhor. Que Deus nos abençoe!

Jesus é Deus encarnado

Isaías 7:14 – “Portanto, o mesmo Senhor vos dará um sinal: eis que uma virgem conceberá, e dará à luz um filho, e dera seu nome Emanuel.”

Mateus 1:23 – [falando de Jesus] “Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, e ele será chamado pelo nome de EMANUEL (EMANUEL traduzido é: Deus conosco).”

John 1:14 – “E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do Unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.”

Zacarias 12:10 – [Deus diz] “E sobre a casa de Davi e sobre os habitantes de Jerusalém derramarei o Espírito de graça e suplicas; e olharão para mim, a quem traspassarão; e prantearão como quem pranteia por um unigênito; e chorarão amargamente por ele, como se chora amargamente pelo primogênito.”

1 Timoteo 1:16 – “E, sem duvida alguma, grande é o ministério da piedade: Aquele que se manifestou em carne foi justificado em espírito, visto dos anjos, pregado aos gentios, crido no mundo e recebido acima, na glória.”

Apocalipse 1:7 – “Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até os mesmos que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim! Amém!”

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

O Grande Privilégio

Na minha curta vida cristã Deus tem colocado um amor no meu coração pelas almas perdidas, então tenho buscado o verdadeiro evangelho na Palavra de Deus com toda a força, compartilhando também esse evangelho com os perdidos. E o Senhor tem salvado a muitos. Apesar de haver poucas pessoas dispostas a se entregar a essa tão nobre e honrosa Comissão. É notório a falta de valor que muitos dão a essa Grande Ordem do Senhor Jesus Cristo (Mateus 28:19-20).

Notem quão grande privilegio é essa obra:
"...mas para vós, eles ministravam estas coisas que, agora, vos foram anunciadas por aqueles que, pelo Espírito Santo enviado do céu, vos pregaram o evangelho, para as quais coisas os anjos desejam bem atentar." (1 Pedro 1:12)

Os anjos, seres que vivem sobre a gloriosa presença de Todo-Poderoso Deus e pudessem até sairiam de lá para serem os arautos as nações sendo usados pelo próprio Espírito de Deus para anunciarem o Bendito Dom de Deus aos homens. Mas Deus no Seu Soberano propósito não concedeu isto a eles mas a nós seus filhos para que Ele demonstre o Seu poder através de nós.

Que nossa gratidão ao Senhor Jesus, que nos salvou, nos encoraje a compartilhar a Verdade de Deus ao perdido com alegria, "porque o evangelho é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê" (Romanos 1:16).

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Guia Para Um Avivamento Pessoal - B. Condred Pirkle

Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração: prova-me e conhece os meus pensamentos; vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno. Salmo 139:23,24

Avivamento pessoal é o resultado da obra do Espírito Santo no coração do crente, avivando, vitalizando e dando-lhe energias. Isto somente pode acontecer quando as ferramentas do Espírito Santo, as quais Deus divinamente ordenou que fossem usadas por Ele, entram em contato com o coração humano. E as Escrituras são o instrumento divinamente determinado a ser usado pelo Espírito Santo para produzir a convicção de pecado, contrição de coração, confissão de pecado, entrega e consagração da vida e conseqüente controle do Espírito Santo. Muitos corações estão famintos por uma comunhão mais íntima com Cristo, maior poder na vida e serviço, e frutos abundantes para a glória de Deus.

Amigo, se este é o teu desejo, anima-te, pois o Espírito Santo foi enviado para tomar a palavra de Deus e usá-la para te aproximar dEle de uma maneira viva, ousada, ainda que humilhante. Deus espera que tu obedeças e te submetas à Palavra e ao Espírito de Cristo.

Este guia é simples e seleto, tendo em vista a busca deste alvo:

AVIVAMENTO PESSOAL!

I. Com lápis e papel na mão, lê as seguintes passagens, a sós num lugar sossegado, de uma boa e moderna tradução, se for possível.

As Escrituras levam à convicção de pecado. Lê devagar e sinceramente permitindo que o Espírito Santo aponte os teus pecados. Anote-os.

Êxodo 20:1-17; Salmo 119:9-11; (Negligência da Palavra); Jr 17:9-10; Malaquias 3:10; Mat. 5:27,28; 6:33; 7:1-5; 6:33; 7:1-5; 23:23-28; Marcos 7:20-23; Rom 1:18-32; Gál. 5:19-21; Ef 5:3-7; Col. 3:5-9; II Tm. 3:2-5; Tito 3:1-3; Tiago 3:6-10; I João 2:15-17. Agora, tendo lido estas passagens, que nos descobrem nossos corações, tens ainda outros pecados, tais como faltas, falhas, atitudes erradas e formas de egoísmo, que sem dúvida vieram-te ao pensamento. Escreve-os ao lado dos outros. Sê honesto para contigo mesmo e para com Deus, pois, do contrário, estarás permitindo que este primeiro empecilho permaneça entre ti e Deus, mantendo-te longe de um avivamento pessoal. Continua anotando tudo de que te lembrares e que possa desagradar ao Senhor, até que nada mais te venha ao pensamento. É necessário que anotes todos os teus pecados e falhas, pois, do contrário, o espírito e o coração te enganarão, desculpando algumas das tuas maldades.

II. As Escrituras levam à contrição de coração. Deixa que o Espírito Santo quebrante e derreta o teu coração diante da cruz do nosso Salvador crucificado, esmagado e morto pelos teus pecados e por causa deles.

Salmo 51:17; Isaías 57:15; 66:1,2; Salmo 22:14-18; Isaías 53:1-12; Lucas 23:32-49; I Pedro 2:24; II Pedro 2:21,22.

III. As Escrituras levam à confissão de pecado.

Salmo 66:18; Provérbios 28:13; Isaías 59:1,2; 1:16-20; Salmo 51:1-17; Mat. 5:23,24; Marcos 11:25-26; Tiago 5:16; I João 1:7,9. O cristão tem de confessar seus pecados um a um. Por isso, toma a tua lista, confessa e abandona cada pecado diante de Deus, confiando no sangue de Jesus que foi derramado para purificar-te desse pecado. Vai riscando-os um a um até que, sinceramente, estejas arrependido de cada um deles e de tudo o mais que o Espírito Santo tenha colocado diante de ti nesta altura. Lembra-te, entretanto, que pecados e maldades cometidos contra outras pessoas exigem restituição antes de poderes riscá-los. Às vezes, quando a vida e a influência de alguém prejudicou a igreja, deve-se pedir perdão à igreja. Mat. 18:15-17; I Cor 5:1-5. O Espírito de Cristo conduzir-te-á. E, então, quando tudo entre ti e o Senhor tiver sido removido, a paz da purificação e perdão encherá o teu coração. Agradece a Deus pelo perdão que recebeste mediante o derramamento do sangue de Cristo, "que no purifica de todo o pecado".

IV. As Escrituras levam à entrega e consagração. Depois da confissão de pecados vem a entrega e a consagração. Neste ponto, se foste cuidadoso, sincero e honesto com o que ficou acima, estás pronto para apresentar um canal purificado ao Senhor para o Seu uso e glória. Lê com o coração e a vontade submissa as seguintes passagens:

Salmo 37:4,5; Prov 3:5,6; Marcos 12:30,31; Rom. 6:6,7,11-14,22; Rom 12:1,2; I Cor 10:31; Fil 4:8,9; Col. 3:1-4,12-17. Faze uma oração de entrega, entregando ao Senhor para a Sua glória, teu espírito, corpo, alma, tempo, talentos, propriedades, vontade, família, amigos, oportunidades, influência, e tudo o mais que tu és, tens ou guardas. Crê que Deus recebeu aquilo que tu Lhe entregaste e agradece-Lhe por isso.

V. As Escrituras levam ao controle do Espírito Santo. Reconhece que o teu corpo pertence ao Espírito Santo, I Cor 6:19,20. Depois, reconhece que aquilo que é submetido a Deus, Ele enche e controla. Le Mat. 3:11; Lucas 24:49; Atos 1:5,8; Ef 5:18. Estas passagens te farão entender que Deus pretende que cada filho Seu seja batizado com o Espírito Santo. Não tenhas medo da bendita plenitude do Espírito de Deus, pois é teu direito de nascimento seres possuído por Ele. O Espírito de Cristo é o único que pode tornar Jesus real para ti e fazer-te viver a Vida e executar o ministério de Jesus por teu intermédio!

Como crente já tens o Espírito de Deus vivendo em ti, mas deves te submeter a Ele e pedir essa bendita promessa do Pai. Aqui estão algumas passagens que vão ajudar-te na apropriação da promessa que Jesus te fez: João 7:37-39 (sede); Lucas 11:13 (busca); Atos 5:32 (submissão e obediência); Gál. 3:2,13,14 (aceitação pela fé). Pede, agora, ao Senhor entronizado que te batize com o Seu Espírito, porque já Lhe entregaste tudo, totalmente. Anda no Espírito, dia a dia. A Vida centralizada em Cristo, baseada na Bíblia, enaltecendo a Cristo, cheia do Espírito, glorificando a Deus, é tua para viver e trabalhar. "Não sou mais eu quem vive, mas Cristo vive em mim". (Gál. 2:20)

Deus quer te dar uma vida vitoriosa, abundante e frutífera. Isto é avivamento pessoal. Anota estas passagens: Rom 8:29-39; João 15:1-14; I Cor. 15:57; II Cor 2:14; I João 4:4; 5:4.

Citação - Jesus Cristo


"Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma;
temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo"
(Mateus 10:28)