Páginas

sábado, 31 de agosto de 2013

Os Mortos-Vivos e o Fim do Mundo


Como disse no post passado, a Bíblia fala de duas formas de zumbis ou mortos-vivos. A primeira falada diz respeito a como todos são mortos-vivos porque somos pecadores por natureza e o pecado nos matou espiritualmente.
Agora, nosso objetivo é falar da segunda categoria de mortos-vivos que a Bíblia fala sobre e porque os filmes de zumbis sempre associam os mortos-vivos ao fim do mundo ou como eles se referem "ao apocalipse". Será que isso faz sentido? A Bíblia fala mesmo sobre mortos-vivos no apocalipse?
Dois comentários que ouvi em filmes que me chamaram muita a atenção sobre isso foram um no filme A Madrugada dos Mortos quando os seguranças do shopping, onde se passa a maior parte do filme, estão assistindo televisão e tem um cara de paletó e gravata, estilo religioso, dizendo, "...Quando não houver mais lugar no inferno os mortos andarão pela terra." E outra é na série The Walking Dead onde o fazendeiro Hearshel diz, "eu ouvi da ressurreição dos mortos, mas pensava que Ele [Deus] tinha algo diferente em mente."
Antes de comentar isso, vamos entendem primeiro os que são os zumbis dos filmes. Por definição um zumbi é alguém que por alguma razão morreu, mas depois de algum tempo voltou a vida sem lembranças ou sem qualquer afeição humana.
Na Bíblia encontramos histórias de pessoas que morreram fisicamente, mas que depois foram miraculosamente ressurretos e, diferente dos filmes, voltaram como eram antes. Vejamos esses exemplos:
 – O profeta Elias ressuscita o filho de uma mulher de Serepta (1Reis 17:17-23)
 – O profeta Eliseu ressuscita o filho de uma mulher sunamita (2Reis 4:32-36)
 – O homem que ressuscitou ao entrar em contato com os ossos do profeta Eliseu (2Reis 13:20-21)
 – Jesus ressuscita Lázaro, seu amigo (João 11:39-44)
 – Jesus ressuscita o filho de uma viúva de Naim (Lucas 7:13-16)
 – Jesus ressuscitou a filha de Jairo, chefe da sinagoga (Lucas 8:49-56)
 – Muitos que ressuscitaram de uma só vez após a morte de Jesus (Mateus 27:50-53)
 – A ressurreição de Jesus Cristo (Mateus 28:5-9)
 – O apóstolo Pedro ressuscita uma mulher chamada Dorcas (Atos 9:36-42)
 – O apóstolo Paulo ressuscita um jovem chamado Êutico (Atos 20:9-12)
Esses casos da Bíblia mostram que realmente houve pessoas mortas que voltarem a vida. Mas você pergunta, "E sobre os mortos voltarem a vida no fim do mundo?
Isso tem a ver com várias promessas da Palavra de Deus de que os mortos tornariam a vida no chamado Grande Dia do Senhor, como essas:
"Num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorrupitiveis, e nós seremos transformados." (1Coríntios 15:52)
"Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor." (1Tessalonicenses 4:16-17)
"[...]Vi ainda a alma dos decapitados por causa do testemunho de Jesus, bem como pela palavra de Deus, tantos quantos não adoraram a besta, nem tampouco a sua imagem, e não receberam a marca na fronte e na mão; e viveram e reinaram com Cristo durante mil anos. Os restantes dos mortos não reviveram até que se completassem os mil anos. Esta é a primeira ressurreição." (Apocalipse 20:4-5)
O grande problema não são os textos dizerem que haverá uma ressurreição porque eles dizem, mas os que os interpretam de forma errada e usam para ganhar mídia e realizarem grandes produções cinematográficas.
A verdade sobre a ressurreição dos mortos
É uma promessa de esperança eterna, não de medo. Essa promessa deve ser lembrada constantemente por nós cristãos de que futuramente teremos um novo corpo transformado que não será mais afligido com dor, doenças, nem corrupção. Essa promessa nos trás alegria e não temores porque esperamos a vida eterna com Deus, como o apóstolo Paulo disse, "Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens." (1Coríntios 15:19). A ressurreição prometida por Deus deve nos motivar a viver uma vida de integridade para com Ele hoje.
É uma promessa que nos mostra que realmente somos pecadores por natureza e escolha. Sim essa promessa nos mostra a condição que vivemos diante de Deus, condição pecaminosa. As doenças, dores, sofrimentos, incapacidades, calamidades, etc. são tudo consequências do pecado de nossos primeiros pais, Adão e Eva, e nossa própria condição natural e também consequências de nossas próprias escolhas erradas. Então a ressurreição dos mortos é parte da realização do grande plano de Deus em destruir o pecado e o mal fazendo nova todas as coisas inclusive a nós.
É uma promessa para os que estão em Cristo. A Bíblia fala sobre a ressurreição para vida e a ressurreição para morte; a primeira diz respeitos aos cristãos a segunda diz respeito aos não cristãos. A ressurreição para vida é aquela que levará aos salvos a viverem a vida eterna com Deus, sem dor, sem sofrimento, já a para morte é destinada aqueles que recusaram a Jesus, por isso foram julgadas e condenadas ao inferno eterno. A ressurreição para vida destina-se a todos os que tem fé em Jesus ou que ESTÃO EM CRISTO, que significa aqueles que confiam que Jesus morreu por seus pecados e foram perdoados por Deus e como consequência vivem uma vida em obediência a Deus e Sua Palavra. E Deus nos assegura isso nos unindo a morte e ressurreição de Seu Filho, porque se Jesus morreu pelos pecados, nós morremos para o pecado e se ele ressuscitou, nós ressuscitamos para novidade de vida, como está escrito em 2Coríntios 5:14-15 e 17,
"Pois o amor de Cristo nos constrange, julgando nós isto: um morreu por todos; logo, todos morreram. E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou... E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criação; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas."

Nota final:
Meu objetivo em escrever esse texto não foi falar de uma curiosidade ou tentar falar de coisas "legais", mas tentar você perceber sua necessidade de Deus, da sua condição de pecador, da realidade do céu e do inferno, sobre o julgamento de Deus e a vida eterna, então pense um pouco nessas coisas. Se você é cristão espero que você seja fortalecido por Deus, se você não é cristão espero que você abandone seus pecados e se volte pra Deus com fé em Jesus pra que você seja salvo.

Por Wallace Alves

Nenhum comentário:

Postar um comentário